O senador Cristovam Buarque não esconde que por trás da sua opção pela vida pública há uma vaidade. Uma vaidade nobre e boa. A vaidade de vir a ser reconhecido pela história pelas contribuições que pôde dar, no exercício da função pública, ao país. Especialmente em torno de sua principal bandeira, o sonho da educação pública de qualidade para todos, ou, como diz, a “Revolução pela Educação”.

Ao longo dos seus sete anos de mandato como senador, até agora, Cristovam já conseguiu aprovar doze projetos no Senado e transformar em leis quatro de seus projetos. Um deles, pelo menos, já o coloca no rumo dessa ambição: o que cria o piso nacional de salário para os professores. Outros, ainda em tramitação, seguem na mesma linha, como o projeto que cria a Carreira Nacional do Magistério ou o que obriga os filhos dos políticos a estudarem nas escolas públicas.

Este sítio é um livro eletrônico que enumera todos os projetos apresentados por Cristovam ao longo do seu mandato até o momento. São as “Leis Buarque”, um resumo do seu sonho de homem público.